SINDEP/MG VISITA DELEGACIA REGIONAL DE POLÍCIA CIVIL DE VARGINHA


O presidente do SINDEP Bertone Tristão esteve presente nesta segunda (17), em visita a sede da Delegacia Regional de Varginha, bem como na sede do plantão regionalizado na cidade. Na visita, além de conhecer as instalações das unidades, Bertone verificou in loco as demandas principais dos nove Escrivães de Polícia que laboram em Varginha, que se dividem entre regime de plantão e expediente. A cidade conta com três unidades da Polícia Civil, sendo a sede da regional destinada à administração, o plantão, onde funciona a delegacia de mulheres, e a delegacia da comarca, basicamente investigações gerais. A exemplo do que ocorre em outras unidades do Estado, a principal carência é o efetivo de Escrivães de Polícia, o que gera sobrecarga e desmotivação nos profissionais que laboram em Varginha, fato agravado pela remoção de Escrivães de Polícia, sem qualquer reposição, bem como, aposentadorias que ocorreram e que ocorrerão já nos próximos anos. Tendo em vista, que a rotina de trabalho da Polícia Civil em Varginha pressupõe a realização das comunicações de prisões em flagrante delito ao judiciário, ministério público e defensoria sejam operacionalizadas pelos Escrivães de Polícia, foi colhida a sugestão de que ao menos haja interlocução entre Polícia Civil, judiciário e ministério público para que o procedimento possa ser realizado através de digitalização do corpo do auto de prisão em flagrante delito e encaminhamento através de email, que dispensa gasto em papel, tonner de impressora e deslocamentos de viaturas. Outro importante ponto destacado foi a situação de bens e objetos apreendidos, além das drogas que se acumulam na delegacia de plantão, que é o mesmo prédio onde funciona a delegacia de mulheres, e a seção pericial. As substâncias se acumulam de modo indesejado, não recomendável para fins de prudência no acaautelamento deste tipo de material, no que tem concorrido o poder judiciário local, na medida em que as determinações judiciais não aportam para fins de incineração das substâncias e destinação e/ou destruição de objetos, em tempo hábil à Polícia Civil. Por essa razão, o SINDEP/MG encaminhou as demandas à administração da Polícia Civil local, na expectativa de que as ações pertinentes sejam concretizadas. 


© 2017 - SINDEP/MG

  • Facebook ícone social
  • Instagram

União. Justiça. Valorização.