ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DELIBERA APÓS POSICIONAMENTO DO GOVERNO SOBRE O DÉCIMO TERCEIRO E VE


As atividades do DETRAN/GAMELEIRA foram novamente paralisadas na manhã desta segunda-feira (17), por deliberação da Assembléia Geral Extraordinária (AGE) convocada na semana passada, em virtude da falta de posicionamento do Governo Pimentel sobre o décimo terceiro. A reunião que aconteceria na última sexta-feira (14) para tratar do assunto foi remarcada para a próxima quarta-feira (19), deixando o funcionalismo público, notadamente, os policiais civis revoltados e sem quaisquer perspectivas sobre esse direito do trabalhador.

Com a paralisação das atividades do DETRAN novamente o governo teve que se pronunciar e enviou o Assessor de Relações Sindicais, Carlos Calazans, para negociar com a categoria. Segundo ele, o salário está garantido da forma como foi informado, sendo a segunda parcela no dia 21/12/2018, no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais), e servicos de emergência da saúde e talvez o restante do funcionalismo e o valor remanescente no dia 28/12/2018. Sobre o décimo terceiro, que é uma incógnita, o assessor informou que com certeza haverá a reunião com a comissão na próxima quarta-feira com a comissão formada pelo governo e por representantes das categorias para comunicar como será feito o pagamento dele. “A reunião para a próxima quarta-feira está confirmada e não será cancelada. Falaremos como será feito o pagamento do décimo terceiro, mas não temos nenhuma certeza. Acreditamos que será parcelado”, afirmou Calazans. A dúvida é tão grande que ele ainda explicou que “tudo pode acontecer”. “Duas situações que entendo que serão extremamente difíceis de acontecer: o governo falar que não vai pagar o décimo terceiro e deixar para o Governo Zema ou falar que pagará todo o décimo terceiro numa única parcela. É muito difícil isso acontecer, mas pode. Não sabemos o que pode acontecer”, explicou.

Ainda, conforme informações oficiosas de funcionários do governo, a reunião de sexta-feira (14) foi adiada em virtude de uma pressão feita pelas prefeituras, para que recursos fossem repassados a elas, o que dificultaria o pagamento do décimo terceiro dos servidores, tendo que o estado viabilizar outra forma de sanar estas dívidas. Diante da falta de compromisso novamente demonstrada pelo Governo Pimentel, após a reunião que acontecerá na quarta-feira (19), e conforme o resultado, foi deliberado pela AGE desta segunda-feira (17), que a Polícia Civil deverá começar uma paralisação ainda na quarta, à noite.

Por fim, atendendo a um pleito do presidente do SINDEP/MG, Bertone Tristão, o assessor de relações sindicais comprometeu-se em levar a palavra ao governador para que este, priorize em seu final de mandato o pagamento dos salários dos servidores em detrimento de outros compromissos que podem ficar para serem honrados pelo próximo governo.


© 2017 - SINDEP/MG

  • Facebook ícone social
  • Instagram

União. Justiça. Valorização.