SINDEP/MG realiza inspeção sindical no DEOESP


O SINDEP/MG realizou inspeção sindical, nesta terça-feira (04), no Departamento Estadual de Operações Especiais - DEOESP, junto à visita realizada pela Comissão de Segurança Pública da ALMG, que teve como objeto verificar as novas instalações da Unidade. Outras entidades entidades compareceram, acompanhado a Comissão. Com a publicação da Resolução nº 8004, de 14 de março de 2018, a estrutura do DEOESP foi modificada e sua sede foi transferida para o mesmo local onde já existe a Delegacia de Eventos, na Avenida Otacílio Negrão de Lima, número 640, Bairro São Luiz. Muitos policiais deste Departamento passaram a integrar o recém-criado Departamento de Investigações de Crimes Contra o Patrimônio - DEPATRI, que ficou instalado no prédio da Avenida Amazonas. A estrutura atual do DEOESP fica num terreno de aproximadamente oitocentos metros quadrados (800m2) com uma casa antiga, onde funcionava uma Delegacia Distrital, que fora reformada em 2003, com a intenção de se tornar a sede da Delegacia de Eventos e atender as demandas da Copa do Mundo e de grande eventos em geral. Possui sete cômodos, dois banheiros masculinos e um feminino (também adaptado para deficientes), um anexo nos fundos, com mais um cômodo e uma cozinha. Também existem duas celas, já desativadas, onde ficam guardados materiais, e um estacionamento para viaturas. Ainda no local funcionam a Delegacia de Eventos, o CORE, a Delegacia Antissequestro, duas Delegacias Especializadas ao Combate de Organizações Criminosas, um centro de inteligência, e também a chefia do DEOESP. Mesmo sendo um local com aparente bom estado de conservação, há infiltrações, e em épocas chuvosas, algumas salas ficam com vazamentos, impossibilitando o uso, pois tem-se que desligar os equipamentos. Assim como nas demais unidades inspecionadas pelo SINDEP/MG, a grande carência é por espaço físico, uma vez que uma delegacia foi transformada em departamento, sem nenhuma obra de ampliação e sem local para receber móveis e materiais da antiga sede. Foi constatado que o cartório, que se trata de um cômodo onde trabalhavam dois Escrivães de Polícia, teve que ser adaptado para cinco, além do Inspetor de Escrivães, que também trabalha neste espaço. As condições de trabalho não são as ideais para um bom desempenho do serviço, além de não existir mais espaço físico para a guarda de materiais e objetos apreendidos, como armas, drogas e outros. Identificou-se também a carência de pessoal, destacando que Delegacia de Antissequestro não tem Escrivão de Polícia e, caso seja preenchido o cargo, deverão criar mais um cartório neste cômodo. Ainda sobre a estrutura física, um cômodo também foi adaptado para ser o espaço de quatro gabinetes e a chefia do DEOESP. Neste, também funciona funciona a inspetoria do CORE. E para piorar, uma situação mais crítica de condição de trabalho foi verificada. Num pequeno cômodo ficam as inspetorias das Unidades da DRACOS e da Antissequestro, sendo dividido por até dezesseis Investigadores de Polícia. Diante de outra constatação de precariedade, o SINDEP/MG e a Comissão presente no local, foram informados que a situação é provisória. A Chefia de Polícia Civil disse que já destinou uma verba específica para o aluguel de uma nova sede para o DEOESP, com condições dignas de trabalho, contudo ainda não foi disponibilizada, considerando o término do ano fiscal e também a mudança de governo. Mas até o ano que vem, será disponibilizado o imóvel para instalação da nova sede, estando já praticamente definido, faltando apenas estes detalhes para a concretização da mudança. O SINDEP/MG mais uma vez parabeniza os servidores da Polícia Civil que, mesmo com as dificuldades enfrentadas diariamente, continuam prestando seus serviços da melhor forma para atender a população mineira. As inspeções sindicais realizadas pela entidade continuarão, buscando-se sempre meios para melhorar a situação caótica e de sucateamento que hoje vive a Polícia Civil de Minas Gerais.


© 2017 - SINDEP/MG

  • Facebook ícone social
  • Instagram

União. Justiça. Valorização.