SINDEP/MG e outras seis entidades de classe de Minas Gerais criam movimento: Chega de Mentira!


O presidente do SINDEP/MG, Bertone Tristão, participou, na tarde desta quarta-feira (6), de reunião realizada na sede do Sindepominas com outras seis entidades de classe _ da Polícia Civil e de Minas Gerais _ diante da ingerência do Estado, que vem atrasando e parcelando o salário do servidor há dois anos, comprometendo o seu bem-estar físico e psíquico. O objetivo precípuo foi traçar estratégias pontuais para paralisar essa ilegalidade.

Para isso, foi criado o Movimento: Chega de Mentira! Servidores Unidos contra o Desgoverno de Minas, que visa informar a verdadeira realidade sofrida pelo funcionalismo público mineiro, desmascarando a falsa realidade que vem sendo publicada na mídia e para a população.

O Governo de Minas, até o momento, vem alegando que não há recursos financeiros, diante das dificuldades, para honrar o que está previsto em Lei, ou seja, o pagamento do salário integral do servidor até o 5º dia útil de cada mês. E isso vem piorando, porque nos últimos meses, além de parcelar, o Estado está atrasando o pagamento. É um desrespeito e há uma falta de reconhecimento para aqueles que estão diuturnamente trabalhando pela sociedade, que são cidadãos e que têm família para cuidar.

As primeiras ações unificadas serão duas manifestações de rua sequenciais. A primeira ocorre nesta quinta-feira (7/12), às 9 horas, na rua da Bahia, em Belo Horizonte, em frente à Secretaria de Estado da Fazenda e, a segunda, na próxima quarta-feira (13/12), nos mesmos horário e local.

Uma nova reunião com as entidades de classe também foi agendada para a próxima quarta-feira (13/12), às 15h, no SINDEPOMINAS, para continuidade das ações.

Participaram dessa reunião, além do SINDEP/MG, o SINDEPOMINAS, a ADEPOL/MG, o SINDFISCO/MG, o SINDASP/MG, o SINDPOL/MG, e o SINDIPÚBLICOS/MG.


© 2017 - SINDEP/MG

  • Facebook ícone social
  • Instagram

União. Justiça. Valorização.